14/08/2022

Tosse, coriza, dores no corpo, esses são sintomas que todos nós sentimos alguma vez na vida, não é mesmo? São sinais que surgem quando ficamos gripados ou resfriados. Mas, você sabe qual a diferença entre gripe e resfriado?

Essa é uma dúvida comum, ainda mais atualmente, quando tantas &ldquogripes&rdquo diferentes têm surgido por aí.

Por isso, neste artigo, propomo-nos a esclarecer essa questão, além de outras, tais como o que é mais forte: gripe ou resfriado? Você descobrirá, também, como identificar e prevenir ambas as condições.

Vem com a gente para descobrir!

Qual a diferença entre gripe e resfriado?

A principal diferença entre gripe e resfriado é seu vírus causador. Enquanto a gripe é causada pela Influenza, o resfriado geralmente é causado pelo Rinovírus ¹.

Há dois tipos do vírus Influenza com impacto na saúde da população, gerando surtos sazonais de gripe: A e B. O tipo A é inclusive responsável pela H1N1 e pela H3N2 ².

Outra diferença entre gripe e resfriado é que os sintomas da gripe tendem a ser mais intensos, durar mais tempo e podem até evoluir para uma pneumonia, necessitando internação hospitalar para tratamento ¹.

Já a transmissão desses vírus é a mesma, com contágio ocorrendo de forma direta por meio de gotículas de secreções das vias respiratórias espalhadas no ar, quando alguém gripado ou resfriado espirra, tosse, ou mesmo fala, próximo a outras pessoas ².

O contágio ainda pode ocorrer indiretamente, quando alguém coloca as mãos em superfícies contaminadas por secreções respiratórias e depois as leva ao nariz, boca e olhos.

Gripe e resfriado têm tratamento?

Agora que você já sabe a diferença entre gripe e resfriado, vamos falar sobre como tratá-los devidamente?

Ainda não existem medicamentos específicos para tratar o vírus da gripe e do resfriado. Porém, principalmente em grupos de alto risco, alguns antivirais podem ajudar ³.

Mas não utilize remédios sem consultar um médico, pois mesmo aqueles que não necessitam de receita médica podem provocar reações adversas, ok?

Com isso, o tratamento da gripe e do resfriado geralmente se atém a amenizar os sintomas, bastante hidratação, alimentação saudável e descanso ³.

Procure um médico caso os sintomas se agravarem ou persistirem por mais dias que o normal.

Caso faça parte de grupos mais vulneráveis (gestantes, puérperas, idosos, crianças menores de cinco anos de idade e com alguma comorbidade), procure ajuda médica assim que começarem os sintomas para evitar complicações.

Como prevenir gripe e resfriado?

Após entender a diferença entre gripe e resfriado, vamos dar uma olhada em como prevenir esses dois problemas?

Como a gripe e o resfriado são transmitidos da mesma maneira - gotículas espalhadas no ar e contato com objetos contaminados - as medidas de prevenção se aplicam a ambas as condições: uso de máscara, higienização constante das mãos e distanciamento de pessoas contaminadas. Veja mais algumas medidas abaixo:

 class=

Para a gripe, em específico, a melhor maneira de se evitar o vírus e suas complicações é a vacinação anual, que previne aproximadamente 70-90% dos casos. Para o resfriado, ainda não há imunizantes disponíveis ³.

A imunização se completa cerca de duas semanas após a aplicação da vacina. Podem ocorrer algumas reações leves, como dor no local da injeção, febre e mal-estar, que duram um ou dois dias, mas não há risco de a vacina provocar gripe, já que o vírus utilizado foi inativado em laboratório.

A vacinação deve ocorrer todos os anos, porque anualmente o imunizante é atualizado com novos tipos de vírus em circulação. Além disso, de acordo com informações do Ministério da Saúde, &ldquohá evidências de que quem recebe a vacina todos os anos desenvolve maior resistência à doença&rdquo ³.

Além disso, também é importante cuidar da sua imunidade, para que seu organismo esteja preparado para enfrentar uma gripe ou um resfriado.

Para ajudar seu sistema imunológico é importante seguir as diretrizes gerais de boa saúde 4. A seguir, listamos algumas dicas para você, confira!

  • Não fume e evite bebidas alcoólicas
  • Tenha uma dieta balanceada e nutritiva e hidrate-se
  • Pratique exercícios regularmente
  • Mantenha bons níveis de vitamina D, ela ajuda sua imunidade
  • Mantenha um peso saudável
  • Durma o suficiente
  • Tome medidas para evitar infecções, como lavar as mãos com frequência
  • Tente minimizar o estresse
  • Mantenha as vacinas em dia.

Falamos sobre o assunto aqui no blog, dando dicas detalhadas de como cuidar das suas defesas. Você pode encontrar o artigo aqui: Como deixar a imunidade em dia? 10 dicas essenciais.

Ainda falando sobre manter a imunidade em dia, você conhece Addera, a vitaminas mais recomendada pelos médicos do país 5? Com a linha Addera + Imunidade, você tem um suplemento alimentar para imunidade com vários nutrientes que ajudam seu sistema imune. Confira!

 

Referências bibliográficas: