14/08/2022

Se você chegou até este artigo é porque deseja saber quais os benefícios davitamina D para mulher, correto?

Então vamos começar esclarecendo algo importante:os benefícios da vitamina D para a mulher são os mesmos para os homens.

Dito isto, é preciso considerar algumas especificidades no caso das mulheres, já que a sua suficiência, segundo alguns estudos, pode estar relacionada com a amenização de problemas ósseos¹e metabólicos²advindos da menopausa.

Mas, no geral, as ações comprovadas da vitamina D no corpo humano têm relação com o sistema musculoesquelético e com a resposta imunológica, tanto em homens como em mulheres, como mostraremos a seguir.

Benefícios da vitamina D para mulheres e homens

Como já esclarecemos anteriormente, não existembenefícios da vitamina D para mulher, exclusivamente, pois suas funções no corpo humano se aplicam a ambos os sexos.

Veja quais são esses benefícios:

Ajuda a manter ossos e músculos saudáveis

A vitamina D tem papel relevante no nosso sistema musculoesquelético. Ela é essencial para a absorção do cálcio no organismo, mineral fundamental para ossos e músculos saudáveis3.

Ao ajudar a manter concentrações de cálcio, e também de fosfato4, adequadas no organismo, ela auxilia na:

  • mineralização óssea normal
  • funcionamento do sistema muscular4.

Também pode atuar estimulando células como osteoblastos e osteoclastos, responsáveis pelo crescimento e remodelação óssea4.

Sem vitamina D suficiente, os ossos podem se tornar finos, quebradiços ou deformados, aumentando a predisposição a problemas ósseos4.

Leia também: Vitamina D para os ossos

Auxilia o sistema imune

A vitamina D tem ação reconhecida no sistema imune, mais especificamente, ela pode atuar auxiliando sua resposta imunológica5.

Sua ação na imunidade inata (com a qual já nascemos) se dá ao estimular a produção de células de defesa e substâncias antimicrobianas, contribuindo, assim, para a eliminação de bactérias, vírus e fungos invasores5.

Já na imunidade adquirida (formada ao longo da vida pela exposição a patógenos) ela pode agir controlando a liberação exagerada de substâncias inflamatórias e de anticorpos contra si mesmo (autoanticorpos)5.

Saiba mais: Como a vitamina D ajuda na imunidade?

Dose diária recomendada para manutenção de vitamina D

Agora você já sabe quais osbenefícios davitamina D para a mulher, e que eles são os mesmo para o homem, inclusive. Então vamos conhecer as doses diárias recomendadas para manutenção desse importante nutriente?

Vamos nos basear aqui nasrecomendações da SBEM, que varia entre 400 e 800 UI, para crianças e adultos saudáveis, e 400 a 2000 UI para populações com risco de deficiência (grávidas, lactentes, idosos, pacientes com osteoporose, doença renal crônica, etc.)3.

Observe a tabela da SBEM:

Recomendação de ingestão de vitamina D

Porém,é importante procurar um profissional de saúde antes de usar um suplemento de vitamina D, já que essas doses podem variar dependendo das suas condições de saúde.

Leia também: Como é o cálculo da dose de vitamina D?

Como obter a vitamina D que preciso?

Já vimospara que serve a vitamina D na mulher, as doses diárias recomendadas para sua manutenção no organismo, então agora vamos entender quais são suas fontes.

A principal fonte de vitamina D disponível é a exposição solar. Ela é sintetizada quando raios UVB solares entram em contato com a pele3. Alguns alimentos também contêm esse nutriente, mas podem suprir apenas em torno de 20% das necessidades do organismo6.

Veja quais são as fontes alimentares de vitamina D:

Alimentos com vitamina D
Fonte: Adaptado de Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia

Em países com boa exposição solar, 90% a 95% da vitamina D pode ser obtida pormeio desíntese cutânea6.

Por isso, é recomendado expor-se ao sol de 10 a 15 minutos, todos os dias, com braços e pernas descobertos e protegendo partes mais sensíveis como o rosto7.

No entanto, deve se lembrar que a maior parte da produção de vitamina D ocorre com a exposição solar noshoráriosem que o solestamais intensoe émais prejudicial para a pele (desenvolvimento de câncer de pele e envelhecimento cutâneo), sendoa suplementação de vitamina D uma boa alternativa.

Porém, reforçamos que é fundamental consultar um profissional de saúde para orientar sobre a necessidade de suplementação e sobre a dosagem adequada.

Além disso, também é importante optar por suplementos bem avaliados e marcas responsáveis. Addera, por exemplo, é a vitamina D número 1 do Brasil 8, sendo a mais recomendada pelos médicos no país 9.

 

Referências bibliográficas: