14/08/2022

Para saber como deixar o cabelo saudável, é importante entender alguns hábitos errados que adquirimos e que podem prejudicá-lo, além da maneira correta de cuidar das madeixas.

Por isso, separamos essas dicas preciosas, que vão alertá-lo sobre erros comuns ao cuidar de seus cabelos e o que você pode fazer para deixá-los mais fortes e bonitos.

Vamos lá?

Como deixar o cabelo saudável em 7 dicas

1- Evite o calor excessivo

Essa dica de como deixar o cabelo saudável vale principalmente para os fãs de secadores e chapinhas. Isso porque o calor excessivo desses tipos de modeladores podem prejudicar suas madeixas, especialmente se elas forem finas, secas ou quebradiças ¹.

Porém, alguns cuidados podem ajudar a minimizar os danos aos seus cabelos ¹:

  • Segure o secador a cerca de 15 centímetros de distância do cabelo e mantenha-o em movimento e não concentrado em um só ponto
  • Limite o uso de modeladores aquecidos em duas ou três vezes por semana
  • Defina seu modelador ou secador com uma configuração de calor mais baixa para reduzir os danos ao cabelo.

 

2- Use shampoo na medida certa e do jeito certo

Todos sabemos que umas das coisas mais importantes ao cuidar dos cabelos é mantê-los limpos. Porém, sabia que até o excesso de limpeza, ou limpá-los da maneira errada, pode ser prejudicial?

Por isso, é preciso ser comedido em seu uso e também usá-lo da maneira correta ²:

  • Não utilize shampoo ao longo dos fios, aplique apenas no couro cabeludo, e também não exagere na quantidade do produto
  • Se seu cabelo não for extremamente oleoso, lave com shampoo apenas duas a três vezes por semana
  • Consulte um dermatologista, se possível, para que ele indique o shampoo ideal para seu tipo de cabelo e a quantidade de lavagens por semana.

 

3 - Massageie o couro cabeludo

Essa pode ser uma dica até mesmo terapêutica de como deixar o cabelo saudável, afinal, quem não curte uma boa massagem, não é mesmo?

Algumas evidências apontam que estimular a circulação sanguínea na região do couro cabeludo pode auxiliar o fluxo sanguíneo para os folículos capilares, resultando em cabelos mais saudáveis ³.

De acordo com este estudo, por exemplo, uma massagem diária de 4 minutos no couro cabeludo pode ter a capacidade de aumentar a espessura e a força do cabelo ao longo do tempo.

Mas não é para usar a força, está bem? Massageie a região fazendo uma pressão suave com a ponta dos dedos, em movimentos circulares.

4 - Maneire o uso de química

Se deseja fortalecer seus cabelos, então deve entender uma coisa definitivamente: produtos químicos como relaxamentos, tinturas, entre outros, geralmente danificam suas madeixas. Portanto, quanto maior o tempo entre os tratamentos, melhor para o seu cabelo ².

5 - Tenha uma nutrição adequada

Essa é uma das dicas mais preciosas e também mais simples de seguir, se deseja saber como deixar o cabelo saudável: uma dieta nutritiva, contendo gorduras saudáveis, proteínas e uma variedade de vitaminas pode ajudar, e muito, a manter suas madeixas saudáveis 4.

Inclusive, queda de cabelo ou fios quebradiços, podem ser um sinal de que você não está recebendo nutrientes suficientes.

Essa pesquisa, por exemplo, mostra que a falta de proteína na dieta pode resultar em queda de cabelo 5. O que faz todo sentido, já que os folículos capilares consistem principalmente em proteínas.

Os seguintes alimentos podem ajudá-lo a melhorar sua nutrição e deixar seus cabelos mais fortes e bonitos:

  • peixes gordurosos, ricos em proteínas e ácidos graxos
  • ovos, que contêm proteínas, ômega 3 e ferro
  • oleaginosas, como nozes, amêndoas e castanhas, que são fontes de ácidos graxos
  • feijão e outras leguminosas que contenham proteína.

 

6 - Opte por tratamentos mais naturais

Alguns tratamentos naturais já possuem evidências científicas e você pode aproveitá-los para tratar suas madeixas.

Veja como deixar o cabelo saudável com algumas dessas opções naturais:

Óleo de coco

Um tratamento com óleo de coco pode ser especialmente benéfico para fortalecer o cabelo. De acordo com um estudo de 2003, o óleo de coco tem a capacidade de reduzir a perda de proteína em cabelos danificados e não danificados 6.

Aloe Vera (Babosa)

A Aloe Vera, planta popularmente conhecida como Babosa, é rica em vitaminas A, C e E, que, como veremos no próximo tópico, podem ajudar a promover o crescimento saudável das células, incluindo as do cabelo 8.

Você pode aplicar o gel retirado da planta no cabelo e no couro cabeludo ou procurar produtos que contenham ingredientes de aloe vera.

7- Ingestão adequada de vitaminas

Como o resto do corpo, o cabelo precisa de vitaminas e minerais específicos para ser forte e saudável. Pesquisas já mostraram que as deficiências nutricionais podem estar relacionadas à queda de cabelo 5.

As vitaminas e minerais que podem ser mais importantes para o crescimento do cabelo são:

  • Vitamina A: encontrada na batata-doce, cenoura, abóbora, espinafre, leite, ovos e iogurte
  • Vitaminas B, especialmente biotina: encontradas na gema do ovo, fígado, salmão, abacate, nozes e sementes e produtos lácteos
  • Vitamina C: boas fontes incluem frutas cítricas, morangos e pimentões
  • Vitamina D: encontrada em peixes gordurosos, gema de ovo, cogumelos e sintetizada pelo próprio corpo, quando a pele é exposta ao sol
  • Vitamina E: boas fontes incluem sementes de girassol, amêndoas, espinafre e abacate
  • Ferro: encontrado em ostras, amêijoas, ovos, carne vermelha, lentilhas e espinafre
  • Zinco: boas fontes incluem ostras, carne, sementes de abóbora e lentilhas.

Se for difícil obter os nutrientes necessários dos alimentos que você ingere, você pode considerar tomar um multivitamínico que inclua essas vitaminas e minerais. No entanto, é importante verificar com seu médico antes de tomar qualquer suplemento.

Além disso, é importante optar por suplementos bem avaliados e marcas responsáveis. Addera, por exemplo, vitamina D mais recomendada pelos médicos no país 9, possui em seu portfólio Addera + Cabelo & Unhas, um complexo vitamínico com vitamina D3, biotina e Zinco para auxiliar a saúde do seu cabelo, pele e unhas.

Referências bibliográficas: