14/08/2022

Gripe em crianças é algo comum de acontecer. Segundo a Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP), as infecções respiratórias virais são responsáveis pela maioria das doenças entre os pequenos, chegando a ocorrer de 6 a 8 vezes por ano nos menores de 5 anos ¹.

Na maioria dos casos, essas viroses vêm e vão facilmente. Entretanto, os pais devem ficar atentos à frequência dessas infecções e a complicações que podem surgir com elas ¹.

Neste artigo, vamos trazer informações fundamentais sobre o assunto, tais como sintomas de gripe em crianças, como tratar e quando realmente os pais devem acender um sinal de alerta.

Vamos lá?

O que causa gripe em crianças?

A gripe em crianças é causada por vírus, assim como nos adultos. Os mais comuns são os vírus da Influenza, mas temos também o parainfluenza, o adenovirus, o vírus sincicial respiratório, o coronavirus e o rinovirus ¹.

O contágio pode ocorrer de forma direta, por meio de gotículas de secreções das vias respiratórias espalhadas no ar, quando alguém gripado espirra, tosse, ou mesmo fala, próximo à criança ².

Ainda pode ocorrer indiretamente, quando a criança coloca as mãos em superfícies contaminadas por secreções respiratórias e depois as leva ao nariz, boca e olhos ².

Como o sistema imune das crianças é ainda imaturo, elas são mais suscetíveis a essas infecções, principalmente até os 3 anos, quando começam a criar uma &ldquomemória imunológica&rdquo mais eficaz ¹.

Alguns outros fatores ainda podem contribuir para uma maior frequência da gripe em crianças, como por exemplo ¹:

  • nascimentos prematuros, pois a criança recebe anticorpos maternos por menos tempo, o que prejudica sua imunidade
  • falta de aleitamento materno, já que, como dissemos, a amamentação fornece anticorpos importantes para a imunidade do bebê
  • exposição maior aos vírus, em ambientes onde circulam outras crianças e adultos infectados. Isso se dá principalmente nas creches, que geralmente recebem crianças bem pequenas e com desmame precoce.

Quais são os sintomas de gripe em crianças? Quando se preocupar?

Alguns sintomas de gripe em crianças podem aparecer de repente, como febre, vermelhidão no rosto, dores no corpo, cansaço, além de queixas respiratórias como coriza e nariz entupido.

Após alguns dias os sintomas respiratórios geralmente aumentam, sendo comuns a tosse seca, secreções nasais e espirros.

Porém, essas viroses podem se complicar com infecções bacterianas secundárias, que surgem devido à imunidade da criança estar fragilizada por conta do vírus. Portanto, você deve se preocupar quando seu filho tiver ¹:

  • comprometimento do estado geral, com sintomas como prostração e perda do apetite
  • febre persistente há mais de 3 dias
  • falta de ar, cansaço e respirar com dificuldade.

Como tratar a gripe em crianças? Como prevenir?

A gripe em crianças tende a ir embora sozinha. Algumas medidas simples, como alimentação saudável e ficar longe de ambientes onde haja exposição excessiva, no momento da doença, contribuem para essa melhora ¹.

Quanto à prevenção, a melhor maneira de se evitar o vírus e suas complicações é a vacinação anual, que previne aproximadamente 70-90% dos casos ³.

Crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), estão incluídas no grupo prioritário para vacinação anual 4.

Além disso, é importante cuidar da imunidade da criança, para que seu organismo esteja preparado para enfrentar uma gripe.

A amamentação é fundamental para auxiliar o sistema imune infantil, já que o leite materno é capaz de fornecer ao bebê células de defesa, além de muitos outros nutrientes fundamentais ao seu desenvolvimento 5.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o aleitamento materno exclusivo durante os seis primeiros meses de vida, e de forma complementar até os dois anos.

Uma alimentação adequada - a partir da introdução alimentar aos seis meses de idade - que forneça os nutrientes necessários para o bom desenvolvimento da criança, equilibrando todos os grupos nutricionais no prato: proteínas, gordura, carboidratos e vitaminas e minerais essenciais, também é fundamental sempre para manter a imunidade infantil em dia ¹.

Falamos sobre o assunto aqui no blog, dando dicas detalhadas de como cuidar das defesas. Você pode encontrar o artigo aqui:

Como deixar a imunidade em dia? 10 dicas essenciais.

Ainda falando sobre manter a imunidade em dia, você conhece Addera, a vitaminas mais recomendada pelos médicos do país 6? Nossa linha Addera + Imunidade Kids foi pensada para auxiliar a imunidade das crianças por meio de nutrientes essenciais ao sistema imune. Conheça!

 

Referências bibliográficas: